Proext divulga

Debate: Métodos Estatísticos em Ciência Política

Descrição: 

 

Debate: Métodos Estatísticos em Ciência Política
 
 
O  Projeto de Extensão LGBTQIAPN+ na Ciência em parceria com o Grupo de Pesquisa Methodos: Grupo de Pesquisa em Metodologia Política realiza o Debate: Métodos Estatísticos em Ciência Política.
 
A atividade propõe um debate sobre o uso da Estatística em Ciência Política com o objetivo de promover um espaço de troca de saberes entre profissionais da Estatística, da Ciência Política e de Gestores Públicos de diferentes campos de formação. Esta ação busca promover uma interação dialógica da comunidade acadêmica com a sociedade, sendo que o foco principal do debate será o uso de Análise de Regressão Linear para o avanço da avaliação de políticas públicas e socioeconômicas.
 
O Debate será moderado pelo Prof Enzo Lenine do Departamento de Ciência Política, FFCH, UFBA, e terá como palestrante a Profa Carolina Paraíba do Departamento de Estatística, IME, UFBA.
 
O evento será presencial, gratuito e acontecerá no Laboratório 140 do Instituto de Matemática e Estatística da UFBA no dia 18/09/2023 das 14h00 às 18h00. 
 
Não há necessidade de inscrição prévia. Será emitido certificado para participantes.
 
 
 

Marco Temporal na Música: as mulheres, o cinema e a diversidade sexual indígena

Descrição: 

 

Marco Temporal na Música: as mulheres, o cinema e a diversidade  sexual indígena

 
 
A proposta do evento é promover o engajamento em relação ao Marco Temporal e as questões indígenas da contemporaneidade, ressaltando a importância da lei 11.645/08 de obrigatoriedade do ensino da história e cultura dos povos indígenas nos currículos, escutas e fazeres sonoro-musicais, bem como visibilizar e apoiar a luta das mulheres e pessoas LGBTTQIA+ indígenas, celebrando o 05/09, Dia Internacional da Mulher Indígena.
 
O evento acontece nos dias 15 e 17 de setembro.
 
Programação:
Dia 15 - Escola de Música da UFBA - 10h
 
Vivência: Encruzilhadas ancestrais - Momento de trocas de cantos e danças tradicionais de diferentes povos e contextos indígenas do Brasil
 
Dia 15 - Escola de Música da UFBA - 14h
 
Performance de abertura
 
Roda de conversa: Marco Temporal na Música: as mulheres, o cinema e a diversidade  sexual indígena
 
Exibição do filme "Terra Sem Pecado" e debate com o diretor Marcelo Cuchexê
 
 
Dia 17 - Teatro Gamboa Nova - 11h
 
Performance de abertura
 
Exibição do filme "Terra Sem Pecado" e debate com o diretor Marcelo Cuchexê
 
 
Marco Temporal na Música: as mulheres, o cinema e a diversidade  sexual indígena
Datas:15 e 17 de setembro
Locais: Escola de Música da UFBA e Teatro Gamboa Nova
 
 

Memórias Coreográficas: Chão de muitas danças - 67 anos da Escola de Dança da UFBA

Descrição: 

 

Memórias Coreográficas:  Chão de muitas danças - 67 anos da Escola de Dança da UFBA
 
 
MEMORIAL DE DANÇA/ ESCOLA DE DANÇA DA UFBA apresentam o Memórias Coreográficas:  Chão de muitas danças - 67 anos da Escola de Dança da UFBA. 
 
O evento celebra mais um aniversário do primeiro curso Superior de Dança no Brasil. Com atividades gratuitas, abertas ao público, acontece nos dias 13 e 14 de setembro, respectivamente, na Sala de Arte do Cinema UFBA e no Teatro do Movimento da Escola de Dança da UFBA. O evento tem coordenação do Memorial de Dança da UFBA.
 
A Escola de Dança da UFBA, criada em 1956, foi uma das Escolas de Artes, da época do Reitor Edgard Santos, sendo o primeiro curso superior de Dança no Brasil e o segundo na América Latina. Com uma extensa e robusta trajetória, a instituição formou um significativo quadro de profissionais de Dança, mas também criou programas, ações e atividades, estabelecendo-se como um farol no desenvolvimento dessa arte.  A celebração dos 67 anos busca promover o encontro de traços dessa memória com a comunidade soteropolitana, egressos da escola e o atual corpo docente, discente, técnico e terceirizados.  
 
 
 
 
Programação:
 
Sessão Especial de Cinema, 67 anos da Escola de dança da UFBA
Data: 13 de Setembro
Local: Sala de Arte Cinema da UFBA - Av. Reitor Miguel Calmon, PAC Vale do Canela
Sessões: 10 horas; 15 horas e 17h10
 
Participações especiais de produções do Grupo Elétrico/LAPAC/UFBA (Ludmila Pimentel e Mirella Mise) e do GDC/UFBA (Daniela Guimarães).
 
Sessões (após os filmes acontecem conversas com os coreógrafos e/ou elenco):
 
10 horas 
Doc Lia Robatto (2012). Direção Inês Bogéa. Roteiro Inês Bogéa e Carlos Lima. Documentário sobre a artista paulista que, em 1957, aos 17, segue como assistente da coreógrafa Yanka Rudzka (1916-2008), para criar em Salvador/BA a primeira escola de dança em nível superior no Brasil, na Universidade Federal da Bahia (UFBA). Adotou a cidade como sua, formando família e desenvolvendo uma arte experimental e inovadora, que alcançou o Brasil e permitiu que a artista aprofundasse sua pesquisa no questionamento das fórmulas não convencionais da dança. São Paulo: Figuras da Dança/São Paulo Cia de Dança. 33 min.
 
Raimundos: Mestre King e as figuras masculinas da dança na Bahia (2016). Direção Bruno de Jesus, roteiro de Gabriel Ormuz Machado e produção de Inah Irenam. Uma homenagem a Raimundo Bispo dos Santos, Mestre King, o primeiro homem negro formado pela Escola de Dança da UFBA e seu imenso legado para a Dança na Bahia. Salvador/Bahia. 34 min.
 
 
15 horas 
Movimentalização (1977). Direção Silvio Robatto. Uma leitura cinematográfica do experimento coreográfico de Lia Robatto, apresentado na Oficina Nacional de Dança em 1977. Com elenco do Grupo Experimental, residente na Escola de Dança da UFBA, o filme explora as relações espaciais do corpo em movimento e trocas entre a dança  e o público. Filmado no foyer do Teatro Castro Alves e na sua parte externa. Salvador/Bahia, 1977. 20 min. Trilha musical ao vivo - Wilton Batata.
 
Por Quê Oxalá usa Ekodidè (1972). Direção de Fernando Pereira e Ivone Fonseca. Pesquisa Clyde Morgan. O filme captura o espetáculo de mesmo nome do coreógrafo, bailarino negro americano, Clyde Wesley Morgan, durante a sua direção do Grupo de Dança Contemporânea da UFBA na década de 70. O conto mítico que deu origem ao espetáculo é da autoria do Deóscoredes M. dos Santos, baiano, artisticamente conhecido como Mestre Didi, Sacerdote Alapini, do culto Egungun de tradição iorubana. São Paulo. 23 min 14 
 
 
17h10
Mostra Elétrico/LAPAC/UFBA: Experimento de Corpo (2009) e ANJOMEU (2011). Recorte de Mostra de Videodança do grupo que tem como finalidade a produção relacionada a Cibercultura e Ciberdança, entre outras pesquisas e produções em Dança Digital. 6 min.
 
Ruínas (2019). Direção Daniela Guimarães. Fotografia Lano, com o GDC – Grupo de Dança Contemporânea da UFBA. Inspirado na obra “As ruínas circulares” de Jorge Luís Borges, o filme é sobre um ser que recebe a tarefa de sonhar outro ser. Ao olhar para si mesmo e para o mundo, esse ser nos convida a fazer o mesmo, e a descobrir que tudo (ou quase tudo) é invenção. “Trilogia do Sonhar - GDC”. Salvador. 13 min
 
Doc Tran Chan (2019). Direção: Rick Caldas e Aline Lucena; Direção de Fotografia: David Campbell. O filme rememora a profícua atuação do grupo no cenário da produção em dança na Bahia entre 1980 e os anos 2000. O Tran Chan nasce na Escola de Dança da Universidade Federal da Bahia, pela iniciativa de Leda Muhana e Betti Grebler. A disposição para investigação e criação artística, de forma independente, ajudaram a delinear a cena contemporânea de dança na cidade, um movimento que ecoou pela América Latina, Europa e Estados Unidos. Salvador. 46 min.
 
 
 
Um chão de memórias, artes e afetos - encontro com Egressos da Escola
Data: 14 de setembro, às 15 horas
Local: Escola de Dança da UFBA/ Teatro Experimental (Rua Jeremoabo, Campus Ondina)
 
Programa: Encontro aberto aos egressos da instituição, à  atual comunidade da Escola e aos que quiserem chegar, com apresentação do Memorial de Dança UFBA como lugar de memórias - espaço de reconhecimento e afirmação dos que ali passaram e os que estão e que acreditam na importância da força do vínculo e do trabalho colaborativo para suas vidas, chão de memórias artísticas e afetivas. Roda de conversa sobre a Escola de Dança hoje e sobre o Memorial de Dança, com apresentação do Acervo da Escola de Dança da UFBA, em desenvolvimento, no qual muitas imagens de trabalhos artísticos dos Grupos da trajetória da escola nos remetem a diversidade de pessoas e de danças que  traçaram esse chão.
 
 
 
Serviço:
Memórias Coreográficas:  Chão de muitas danças - 67 anos da Escola de Dança da UFBA.
ONDE e QUANDO:
Quarta, 13 de setembro: Sessões de cinema (gratuitas e abertas ao público, conforme limite de lotação) na Sala de Arte Cinema da UFBA (sessões às 10h e às 15h0 e às 17h10)
Quinta, 14 de setembro: Um chão de memórias, artes e afetos, 67 anos de muitas danças - encontro do Memorial de Dança UFBA com egressos e comunidade atual da Escola (aberto para os que chegarem) - Teatro do Experimental da Escola de Dança da UFBA, às 15h.
PÚBLICO: gratuito, abertas ao público nos dois dias
 
 
 
 

Osufba apresenta: Décimo Primeiro Concerto

Descrição: 

 

Osufba apresenta: Décimo Primeiro Concerto

 

A Orquestra Sinfônica da Universidade Federal da Bahia (OSUFBA) realiza, nesta terça-feira (29), o seu décimo primeiro concerto da sua temporada 2023. Sob a regência do maestro e diretor da Escola de Música da UFBA (EMUS), prof. Drº José Maurício Brandão, a OSUFBA apresenta obras de Strauss e Tchaikovsky, com solos de Hudson Ribeiro (Clarineta) e de Jean Marques (Fagote).
 
O concerto - gratuito e sediado no Salão Nobre da Reitoria da UFBA - acontece na semana seguinte à notícia da obtenção pela Universidade da Nota Máxima no Recredenciamento do MEC. Com quase 70 anos de atuação, a OSUFBA é parte dos esforços e investimentos contínuos da Universidade em todos os pilares que constituem uma educação pública de qualidade.
 
O Concerto é aberto ao público e não há necessidade de retirada prévia de ingressos.
 
SERVIÇO
Concerto OSUFBA
29/08 (terça-feira)
às 19h
Reitoria da UFBA - R. Dr. Augusto Viana - Canela, Salvador.
Entrada Gratuita

Workshop de Extensão em Administração

Descrição: 
 
A Escola de Administração da UFBA realiza o Workshop de Extensão em Administração.
 
O evento acontece de 21 a 24 de agosto, na Escola de Administração.
 
A programação do Workshop conta com mesas temáticas, sessões de apresentação de projetos, discussões e oficinas.
 
Mais informações e inscrições em: www.ea.ufba.br
 
 

V SEMINÁRIO GRIÔ - Inscrições abertas

Descrição: 
 
 
O V SEMINÁRIO GRIÔ CULTURAS POPULARES: BRASIL, QUEM CONTA ESSA HISTÓRIA? está com incrições abertas.
 
V Seminário vai acontecer entre os dias 08 e 10 de novembro de 2023 na UFBA. Essa é uma iniciativa do Grupo de Pesquisa Griô: Culturas Populares, Ancestralidade e Educação, ligado à Faculdade de Educação da UFBA e tem o objetivo de reunir mestres e mestras das culturas populares, lideranças indígenas e quilombolas, artistas, educadores populares, professores, estudantes e pesquisadores de todo o Brasil.
 
Na programação científica teremos submissão de comunicações orais sobre diversos temas ligados às culturas populares em GTs específicos, com emissão de certificados.
 
Venha celebrar as culturas populares conosco!
 
 
 

A PROEXT divulga a lista de mestras e mestres com reconhecido Notório Saber.

Descrição: 

 

As unidades universitárias da UFBA com interesse na contratação de professor visitante com notório saber irão divulgar em seus sites o processo seletivo interno. O prazo final para envio dos documentos dos candidatos selecionados à Proext é 31 de julho.

Clique aqui para conferir a lista (em atualização) de mestras e mestres com reconhecido Notório Saber.

O edital faz parte do Programa de Saberes Tradicionais e busca fortalecer projetos de Ação Curricular em Comunidade e em Sociedade (ACCS), a curricularização da extensão e as relações da UFBA com comunidades, territórios e demais setores da sociedade

Notório Saber:

É um título conferido por uma instituição universitária para reconhecer o saber de membros da comunidade que não possuem trajetória acadêmica. Geralmente é concedido a detentores de saberes tradicionais e artistas.

O reconhecimento habilita os titulados a lecionarem em universidades.

 

UFBA Realiza o I Encontro Nacional de Cultura e Arte nas Universidades Federais Brasileiras

Descrição: 

 

Como parte das celebrações dos 200 anos de independência do Brasil na Bahia e dos 77 anos da Universidade Federal da Bahia (UFBA), comemoradas em 2 de julho de 2023, a UFBA realiza em Salvador, de 03 a 05 de julho, o I Encontro Nacional de Cultura e Arte nas Universidades Federais Brasileiras.

O Encontro tem como objetivos:

a) analisar e desenvolver a cultura e a arte no âmbito das universidades federais brasileiras;
b) ampliar a contribuição das universidades federais para as culturas e artes brasileira e glocal;
c) aprimorar a intercâmbio cultural e artístico entre as universidades federais e entre elas, os demais setores da sociedade, os agentes, as comunidades e territórios;
d) discutir e implementar mapeamentos, diagnósticos, políticas e planos de cultura e arte nas universidades federais sintonizamos com planos nacionais de cultura e arte;
e) contribuir para a construção e consolidação de uma cultura cidadã e democrática, que se contraponha às culturas autoritárias em todos as suas vertentes.

 

XIV Ciclo de Debates sobre Políticas Culturais

Descrição: 

 

O Centro de Estudos Multidisciplinares em Cultura (CULT), da Universidade Federal da Bahia (UFBA), realizará o XIV Ciclo de Debates sobre Políticas Culturais.

Esta edição terá como pauta a política pública do audiovisual baiano, sob a perspectiva da constituição de uma empresa pública para o setor, nos moldes do que ocorreu em outros estados e municípios brasileiros. O objetivo é debater o papel desta empresa em questões como fomento, estruturação do setor, produção, circulação e distribuição, dinamização econômica, regulação e internacionalização.

O encontro ocorrerá no dia 31/05, quarta-feira, às 9h30, no auditório da Facom - UFBA (Ondina). Entrada livre.

 

II Workshop de Inovação - Desmistificando a Patente

Descrição: 
 
A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PRPPG) através da Coordenação de Inovação firmou parceria com o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) cujo objetivo é fomentar a formação da comunidade acadêmica a respeito da Propriedade Intelectual (PI). A primeira ação dessa parceria acontecerá a partir do dia 30 de maio com o início do II Workshop de Inovação - Desmistificando a Patente, que será dividido em 04 encontros e abordará tópicos como: tipos e formas de proteção da PI; documentos necessários para o depósito da patente; Lei de Propriedade Industrial; redação da patente; dentre outros. 
 
Local: Auditório do Instituto de Letras
 
Data: 30/05  -  06/06  -  13/06  -  20/06 (terças-feiras)
 
Horário: das 14h às 18h
 
Apresentação INPI/BA: Viviane Gomes, Uilson Pereira e Camila Lopes
Participação da Coordenação de Inovação UFBA 
 
Certificado de 20h - necessária a participação mínima de 75% da carga horária
 
 

Páginas