AÚ: A UFBA e os Mestres e Mestras de Capoeira e da Cultura Popular | Edição de agosto

Share/Save
Tags: 
Descrição: 

No dia 9 de agosto, quarta-feira, às 15h30, a PROEXT promove mais uma edição do AÚ: A UFBA e os Mestres e Mestras de Capoeira e da Cultura Popular
 
O evento, como vem acontecendo sempre, será na Praça das Artes, Campus de Ondina.
 
AÚ: A UFBA e os Mestres e Mestras de Capoeira e da Cultura Popular, que integra o Programa Desfronteiras, é um conjunto de ações continuadas na área de capoeira promovidas pela PROEXT, a partir de um grupo de trabalho formado pelos professores Pedro Abib, Mestra Janja, Guilherme Bertissolo, o servidor Paulo Magalhães, com apoio técnico de Deivison Santos (Dentinho). 

Nesta edição, os convidados são Mestre Virgílio (Ilhéus) e o Mestre da Cultura Popular, cantor e compositor Bule-Bule.

Mestre Virgílio de Ilhéus | Principal representante em atividade da Capoeira Angola em Ilhéus. Há mais de 70 anos exerce esta prática, carregando consigo um grande legado da Capoeira Angola. Iniciado na capoeiragem aos 9 anos de idade por Mestre Caranha, aprendeu o jogo com velhos capoeiristas, como os Mestres Chico da Onça, Claudemiro, Álvaro, Elíscio, João Valença e Barreto. Na década de 50, foi formado Contra-Mestre por Mestre João Grande. Mestre Virgílio foi fundador e primeiro presidente da União de Capoeiristas do Sul da Bahia – UCASUB. Dá aulas de Capoeira Angola nos bairros Centro e Conquista, em Ilhéus, além de ministrar oficinas para confecção de berimbau e caxixi. Já participou de eventos na Universidade e em projetos como palestrante. Mestre Virgílio é frequentemente convidado para participar de eventos de capoeira em outros municípios da Bahia e em outros Estados.

Mestre Bule-BuleUm dos mestres da cultura popular nordestina mais renomados do Brasil. Antônio Ribeiro da Conceição, nome artístico Bule-Bule, nascido em 22 de outubro de 1947, na Cidade de Antônio Cardoso no Estado da Bahia, vem de uma região onde as influências culturais do sertão e do recôncavo baiano se misturam e contribuíram decisivamente para o arcabouço artístico deste grande poeta. Esta figura emblemática da cultura popular, conhecido como o maior repentista da Bahia, também é um excelente cordelista, com mais de 100 títulos publicados, um exímio sambador e tiraneiro, e um forrozeiro de grande valor, tendo todas estas virtudes comprovadas em seus oito discos e dois DVDs gravados em mais de 45 anos de carreira. Ao longo da sua trajetória Bule-Bule fez shows e concedeu palestras nos quatro cantos deste Brasil e do mundo. Seja com shows de grande sucesso em diversos estados brasileiros dividindo o palco com figuras renomadas como Gilberto Gil, Beth Carvalho, Gabriel o Pensador e Tom Zé, ou em apresentações nos Estados Unidos, na Alemanha, na Espanha e em Portugal o Mestre Bule-Bule coleciona vitórias na representação e divulgação da cultura popular nordestina. Em 2008, Mestre Bule Bule foi condecorado com a maior premiação brasileira para a Cultura, a Ordem do Mérito Cultural, do Ministério da Cultura. Repentista, cordelista, sambador, tiraneiro, forrozeiro, brincante, enfim, Mestre. Este é o Mestre Bule-Bule, o mestre da cultura popular da Bahia, do Nordeste, do Brasil. 

Em projeto experimental em 2016, oito reconhecidos/as Mestres/as da Capoeira (Pelé, Bola Sete, Nenel, Cafuné, Cobra Mansa, Janja, Boca Rica e Virgílio) participaram de quatro eventos na Praça das Artes, com a comunidade da UFBA e os participantes dos grupos envolvidos, em rodas de conversas, com rodas e oficinas de capoeira, na perspectiva de construção de articulações entre os saberes, reconhecendo o notório saber dos mestres, com vistas ao fortalecimento das ações extensionistas na capoeira.

Serviço:

O quê: AÚ: A UFBA e os Mestres e Mestras de Capoeira e da Cultura Popular | Uma ação integrada ao Programa Desfronteiras (PROEXT)

Quando: 9 de agosto, quarta-feira, às 15h30. 

Onde: Praça das Artes, Campus de Ondina.

ENTRADA FRANCA

 

Comentar

Filtered HTML

  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <blockquote> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.